ago 23


Dando continuidade ao seu processo de expansão e tornando-se mais representativa, a ABPK tem por objetivo ampliar o seu quadro de associados através de um projeto de representação em nível estadual e regional. A intenção é se aproximar ainda mais das comunidades e fazer com que os praticantes sejam auxiliados em seus interesses, sem distanciar-se da prática cidadã e da boa divulgação de nossa atividade.

A representação estadual, preliminarmente, será constituída por 26 pessoas (uma para cada estado brasileiro – incluído o Distrito Federal) e fará desses associados os porta-vozes de seus respectivos estados. Eles também serão os responsáveis por manter contato com a ABPK e informá-la a respeito de projetos, iniciativas e eventos do seu cenário local, contribuindo assim para o crescimento arterial do Parkour no país.

A representação regional será instituída em 5 associados (um para cada região) e tem por objetivo organizar o cenário brasileiro em blocos onde a informação e a disseminação dos projetos (e do Parkour) sejam efetivadas de forma mais objetiva e direta.

Os representantes estaduais podem, por sua vez, se dirigirem aos regionais ou à diretoria para que tome sua representação e cobre medidas por parte da ABPK. Desta maneira cria-se uma escala de processo que visa melhor atender ao interesse de todos.

Esperamos assim dar outro passo na construção de um Parkour brasileiro mais coeso, melhor difundido e solidificado.

Atenciosamente,
A Diretoria

14 Responses to “Comunicado sobre Representação Regional”

  1. Carlos disse:

    Gostei ,aprovo e dou a maior força tenho pouco tempo de parkour no mínimo 1ano/6meses…..então acho que não dá para me colocar a frente de um estado ainda…..mas tenho ideias assim como fiz em minha cidade posso passar para o líder aqui da Bahia e vemos no que dá….abraços a todos…..Vocês estão fazendo um ótimo trabalho….

  2. Samuel Maciel disse:

    Muito interessante, espero que dê tudo certo, pois o plano é bom. É isso aí, sempre caminhando para melhor organizar e atender os desejos do parkour brasileiro.

  3. Breno disse:

    Ótima iniciativa, até pela falta de apoio e condições de gerir as questões em cada estado. Maior participação dos praticantes e ampliação dos canais de comunicação e referencia!

    abraços

  4. Tati disse:

    Achei a ideia muito boa. Me lembro da Bruna falando sobre isso no ano passado com o JJ. Com certeza ajudará muito. A minha pergunta é como vocês farão a escolha desses representantes. Ou o pedido de opinião é justamente para pensar em como montar isso?

  5. Maruka disse:

    Muito bom! Uma iniciativa muito bem pensada. É assim que a representação de grandes empresas, associações e instituições funcionam. Também dou apoio.
    Sobre como será a escolha, pergunta da Tati, é prudente cada “unidade” (estado e região) escolher a sua representação. Primeiro os estaduais, e dos estaduais tira-se um regional.
    Maruka (Marcos) – PKSM – Santa Maria/RS

  6. Professor Luiz disse:

    A iniciativa é bacana, imagino então, que já haja uma estrutura para dar suporte à essa organização.
    Com relação ao processo de seleção/qualificação dos dirigentes responsáveis pela organização de nível estadual como seria o processo? eleição? escolha aleatória? maior representatividade/atuação no cenário estadual? quais os pré-requisitos necessários?
    Quais interesses deveriam ser colocados em pauta?
    Devemos lembrar que isso deve ser repassado à todos os grupo de CADA estado, para que seja feita uma escolha democrática de seus representantes.
    Pode-se através disso começar uma política de troca de ideias e informações sobre atividades de grupos de cada região, como participação em projetos, aulas particulares ou abertas, participação em eventos esportivos e campanhas pró-saúde/lazer/bem-estar. troca de informações acerca de parcerias realizadas com prefeituras, órgãos estaduais, órgãos esportivos, projetos sociais, etc…
    No nque precisarem, contm comigo!

    Att,

    Profº Luiz

    • Maruka disse:

      Acredito que cada estado deve organizar suas escolhas… Eu sou do RS, conheço a realidade daqui, sei como é a frequencia nos encontros (já participei de 3), então não posso dizer: “O Acre deveria fazer por eleição”. Bem como a ABPK não poderia fazer isso, já que também pode não conhecer as particularidades de cada estado.

      De onde é Profº Luiz?

  7. zenarko disse:

    aprovo a ideia aki na regiao sul-fluminense estamos fazendo o msm cadastrando as cidades da regiao pra manter mais contato uns com os outros isso é muito importante contem comigo abraço
    marcelo zenarko-parkour sul fluminense

  8. Butui disse:

    Boa pessoal! Muito bom! Estou ansioso para obtermos resultado positivos!

  9. Michel ALves disse:

    A iniciativa é boa, mas temo pelos métodos de escolha dos representantes, acho que a ideia é empolgante mas preciso saber se terá algum tipo de “boicote” por parte dos membros da ABPK com relação aos interessados em representar seus estados por fazerem parte de um grupo ou outro.

  10. luiz cesar disse:

    Ideia boa. Mas há dúvidas sobre o métode de escolha, a duração desse mandato. E o que acontece com a antiga representação.

  11. Marcelo Monteiro disse:

    Muito boa iniciativa! Gostaria de saber, se o (a) representante tem que estar atuando em seu estado de acordo com os preceitos da ABPK divulgados em manisfesto? Se sim, como a ABPK pretende monitorar isso?

  12. […] projeto de Representação Estadual – Com a proposta de formar uma rede de 27 representantes estaduais, dedicados a missão de […]

  13. Rafael Barros disse:

    Excelente projeto. Ja está concluído? Onde pode-se encontrar mais informações sobre isso?

Leave a Reply

preload preload preload